Imagem ilustrativa

Nova Parceria do Pátio Batel desenvolve loja orientada para os novos conceitos de consumo.

Arquitetos curitibanos desenvolverão loja para o projeto LABmoda

Já está mais que claro o papel da inovação em uma sociedade multifacetada e plural. A tecnologia tem criado novos contextos e parâmetros para a vida das pessoas. A inovação também afeta atividades econômicas tradicionais, como o comércio. Nos últimos anos, a expansão digital permitiu novas experiências de compra e venda. E em um mundo que ainda busca respostas sobre como será o futuro, um grupo de jovens arquitetos e urbanistas de Curitiba está criando opções para um novo modelo de consumo.

O desafio foi proposto pelo LABmoda, plataforma multicriativa que tem o propósito de divulgar a moda autoral do Brasil, em especial, da capital paranaense, cidade em que nasceu e se consolidou na última década. Mais que um evento de moda, o LABmoda é uma plataforma de lançamento de ideias, criando formas de intercâmbio de conhecimento e experiências em um espaço que alia a moda, arte e comércio.

Agora, o objetivo é desenvolver uma loja de moda autoral que sintetize aspectos de inovação, transformação digital e da realidade em um novo conceito de experiência para quem compra e vende. Esta tarefa será desenvolvida por um grupo de arquitetos incubados do Atelier 1901, de Curitiba, para o LABMODA STUDIO, nova proposta de loja física do LABmoda, em um projeto que tem a parceria do Pátio Batel, um dos shoppings mais modernos e contemporâneos da capital paranaense.

Assim como o LABmoda, a busca pela inovação e novas soluções criativas sempre foram pilares do Atelier 1901, uma incubadora para arquitetos e urbanistas recém-formados, buscando capacitá-los e auxiliá-los no desenvolvimento de suas carreiras. Modelo de negócio inédito, o Atelier 1901 ganhou forma no fim de 2019 a partir da concepção dos arquitetos Ismael Gustavo Zanardini e Thatiane Botto de Barros, sócios do Studio BaZa Arquitetura e Interiores.

Como hub de captação de projetos, o Atelier 1901 já desenvolveu soluções inovadoras para empreendimentos que estão sendo realizados em Curitiba. O desafio, desta vez, é pensar em um novo formato de varejo em shopping center, a partir do projeto do LABMODA STUDIO.

A ideia do projeto é integrar os espaços físico e digital em uma nova experiência de compra e venda de moda. Vitrine de novos talentos e inovações no cenário da moda autoral, o LABmoda sempre buscou, também, trazer soluções criativas para o público. Em conjunto com o Pátio Batel, o LABmoda expandiu seus conceitos ao longo dos anos de parceria, deixando de ser apenas um evento de moda anual, para criar novas experiências de consumo e de relacionamento entre criadores e público.

Neste ano, o desafio é repensar a moda e o varejo em um contexto de transformação. “O nosso propósito é criar um novo conceito de loja física, buscando alternativas tecnológicas e seguras que se adaptem a uma nova realidade de consumo”, conta Rafael Perry, idealizador do LABmoda.

A parceria do Pátio Batel com o LABmoda vem desde 2015, e já contou com três edições realizadas no shopping, com o objetivo de valorizar e estimular a economia local e o consumo consciente, além de incentivar a economia vertical, permitindo que os criadores se aproximem dos consumidores finais.

“O Patio Batel acredita no potencial criativo de projetos como o LABModa e iniciativas como a do Atelier 1901. Desde 2015, apoia o LABModa, valorizando a moda autoral e oferecendo a elas uma vitrine lado a lado a grandes marcas nacionais e internacionais. Esta é uma forma de contribuímos para o aquecimento da economia local, formando potenciais novos lojistas e também profissionais para o segmento do varejo. Nesse ano, o projeto ganhou ainda mais capilaridade com a entrada do Atelier 1901, expandindo o trabalho para dar visibilidade a jovens talentos do segmento de arquitetura”, afirma Mariane Kucinski Caponi, gerente de marketing e relacionamento do Pátio Batel.

LABMODA STUDIO
Como um ambiente conceitual, o LABMODA STUDIO será um projeto pioneiro. O processo de desenvolvimento da nova loja de moda autoral será selecionado por uma banca que avaliará as propostas apresentadas pelos arquitetos incubados do Atelier 1901, na terceira etapa do processo que inclui, ainda, uma parte de pesquisa e um hackathon, uma modalidade de competição interna para a criação das melhores ideias para o projeto. A melhor proposta será selecionada para execução do novo espaço.

Em meio às etapas de desenvolvimento, o Pátio Batel e o LABmoda trarão uma programação especial de talks e lives sobre moda, arquitetura e o cenário do futuro. A série de conversas LabTalks terá início nesta terça-feira, dia 7 de julho, com uma live entre os idealizadores do projeto, Rafael Perry, do LABmoda, Ismael Zanardini, do Atelier 1901, e Fernando Bonamico, superintendente do Pátio Batel, com a mediação da jornalista de moda Dani Brito

A transmissão do bate-papo que marca o lançamento do LABMODA STUDIO acontecerá nesta terça-feira, 7 de julho, às 17h, no canal do Pátio Batel no YouTube (https://youtu.be/9lZUqmrV0Ac).Para acompanhar toda a programação, basta seguir os perfis do LABmoda (@lab.moda), do Pátio Batel (@patiobatel) e do Atelier 1901 (@atelier.1901) no Instagram.

NOVO CONTEXTO
Na percepção de Ismael Zanardini, idealizador do Atelier 1901, o varejo tradicional tem passado por um processo de transformação desde a chegada da internet, que possibilitou outras experiências de compra e venda, para além loja física. O atual cenário de isolamento só acentuou a velocidade deste processo. “Mas isso não inviabiliza o comércio como conhecemos. Pelo contrário, amplia as suas possibilidades. Neste novo contexto, a loja física vai unir o real e o digital de uma forma que possa atender novos padrões de consumo”, considera.

Como uma plataforma multicriativa, o LABmoda sempre lançou propostas singulares, antecipando tendências, buscando a inovação e trazendo a moda autoral para perto das pessoas. “E nunca foi tão importante falar da moda autoral como agora. Em um mundo em que as formas de nos relacionarmos estão mudando, valorizar o produto local ganha mais relevância. Além de ser caracterizada por aspectos como personalização, exclusividade e inovação, a moda autoral pode também ser acessível em um ambiente que sintetize as novas possibilidades do varejo”, avalia Perry.

Faça o seu cadastro em https://www.labmoda.com.br/ para receber a programação, informações e lembretes para os talks que serão realizados Youtube do Pátio Batel.

PROGRAMAÇÃO

07 de julho | 17h
LABmoda Studio: um novo normal pede novos formatos
Mediação: Dani Brito
Mesa: Fernando Bonamico, Pátio Batel | Rafael Perry, LABmoda | Ismael Zanardini, Atelier 1901

09 de julho | 17h
Como será a loja do futuro que precisamos pra ontem?
Mediação: Dani Brito
Mesa: Cristian Resende, Cartel 011 | Pati Backes, Coletiza | Aline Bussi, AABMODA

14 de julho | 17h
Áreas expositivas e espaços interativos para moda
Mediação: Dani Brito
Mesa: Renata Maximiano, ICX Labs | Gabriela Bettega, Diretora do Museu Paranaense | Richard Romanini, Diretor artístico - MUPA| Ismael Zanardini, Atelier 1901

16 de julho | 17h
Como a cenografia pode contribuir para a experiência do cliente?
Mediação: Dani Brito
Mesa: Felipe Guerra | Ismael Zanardini, Atelier 1901 | Shawendy Ceschin, Chroma Garden

23 de julho | 17h
Como fazer um evento se não podemos "aglomerar" pessoas?
Mediação: Dani Brito
Mesa: André Hidalgo, Casa de Criadores | Rafael Perry, LABmoda | Aline Bussi, AABDMODA

30 de julho | 17h
Pitch ao vivo - escolha do projeto vencedor
Mediação: Dani Brito
Mesa: Banca de avaliação | Arquitetos residentes, Atelier 1901